segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

Crítica - Soul da Disney


Estamos diante de um filme da Pixar que está absolutamente fora da curva. Uma animação de qualidade inquestionável mas de um tema que levamos séculos tentando descobrir: De onde viemos?

Essa aventura é uma divertida interpretação da Disney/Pixar que simplesmente faz uma enorme reflexão de como a leitura da vida de uma pessoa pode levar uma enorme jornada de conhecimento pessoal e sem distratar ou misturar com religiões.

A complexidade do tema pode afastar as crianças (ou não, elas estão cada vez mais inteligentes) mas é sem a menor dúvida mais uma obra prima da Pixar. Recomendo muito.



sábado, 28 de novembro de 2020

Crítica - Artemis Fowl

Este é uma filme que concorre com a categoria de filmes que buscam se tornar uma saga. O investimento nele é claro. São efeitos especiais e visuais de encher os olhos. O filme é bem dirigido e como eu pesquisei, o roteiro é baseado em dois livros da saga do jovem ladrão.
Sim, jovem ladrão. Um anti-herói que deixa a desejar em diversos momentos. 

O primeiro deles e que não fica muito claro pelo filme é o fato de que ele é realmente um ladrão, ou pelo menos, o filho de um ladrão. O segundo (e aqui eu vou optar em fazer um combo) é falta de carisma do ator e repulsivo temperamento do personagem que se tornar mais fácil de odiar. 

Talvez essa tenha sido a melhor escolha da Disney em deixar esse filme para estrear em sua plataforma on-demand. O filme vai agradar os mais jovens por ser um espetáculo visual mais em termos de roteiro o filme fica devendo muito.